quarta-feira, 13 de junho de 2018

UM SONETO NO CORETO

A imagem pode conter: árvore, planta e atividades ao ar livre


Imagem coletada no Google 


UM SONETO NO CORETO
Ysolda Cabral



Queria saber compor um Soneto,
que falasse do amor verdadeiro.
Compondo cada verso sem medo
dele ficar doce que nem brigadeiro.

Não poderia ser destinado a dueto,
por mais que ficasse leve, maneiro!
Mas, poderia ser exposto em Coreto,
para os enamorados o lerem por inteiro.

E, quando isso acontecesse, o Sorriso 
os convidasse ao beijo apaixonado.
Sabe, aquele que leva ao Paraíso!

Ah! E, se, o Sol ficasse enciumado,
e a Lua serena, mas de sobreaviso;
eu, feliz, lembraria o meu amado.

**********

Praia de Candeias-PE
12.06.2018
Apenas Ysolda
Uma pessoa que chora e ri de alegria, 
tristeza, ou saudade, sem pudor.



Código do texto: T6362337 
Classificação de conteúdo: seguro

Nenhum comentário: